VALOR POR M2 2


O fundo imobiliário é uma das formas mais inteligentes de se investir em imóveis, uma vez que permite ao investidor criar uma diversificação que dificilmente se conseguiria ao investir diretamente em imóveis, possibilitar a contratação de administrações profissionais por custos menores e assegurar uma melhor liquidez do investimento.

O investimento, no entanto, é feito por meio da renda variável, em que suas cotas são negociadas no mercado de bolsa, ocasionando uma variação do valor investido com base em questões econômicas, tanto micro, quanto macro, mas também sofrendo forte influência do lado psicológico dos investidores. Esse lado psicológico do investidor por vezes se alterna entre euforia e depressão, proporcionando em algumas vezes valores exageradamente baixo, em outras vezes valores exageradamente altos, mas também em uma média de tempo, valores que melhor representa o justo do investimento.

Em razão disso, o investidor deve focar a avaliação dos seus investimentos e a escolha dos fundos a investir observando em quais ativos são investidos. No caso dos fundos imobiliários que investem diretamente em imóveis, uma das melhores formas de avaliar o fundo e seus ativos é observar o valor do metro quadrado dos seus imóveis à valor de mercado, ou seja, multiplicar o valor de mercado do fundo (cotas x valor da cota) e dividir pela área privativa dos fundos.

Assim, a partir desta semana os relatórios semanais passarão a trazer uma tabela com esses dados, o que irá facilitar a avaliação dos investidores. Para que se verifique um valor mais correto, excluo do valor de mercado o caixa líquido que o fundo possui.

O caixa líquido são investimentos que o fundo possui para suas necessidades imediatas de liquidez, como reformar dos imóveis ou outras despesas extraordinárias que se façam necessárias, que, por ter uma liquidez imediata, precisa ser desconsiderado do valor de mercado, para se avaliar melhor o valor do metro quadrado de cada fundo.

É importante destacar que essa reserva também é um dado muito importante na avaliação nos fundos imobiliários, uma vez que um fundo com baixo nível de reserva poderá ter dificuldades de fazer reformas necessárias no imóvel investido sem reduzir o rendimento, bem como teria dificuldades de fazer frente a despesa extraordinária sem a necessidade de emitir novas cotas. Por sua vez, um alto nível de reserva assegura que o fundo possa fazer reformas nos imóveis sem a necessidade de redução dos rendimentos, bem como fazer frente a despesas extraordinária sem gerar diluição do cotista em seu investimento, que ocorre quando emitimos novas cotas.

Assim, a tabela também trará a discriminação dessas reservas que cada fundo mantém, o que irá auxiliar em muito os investidores.

  • Davisb

    existe alguma tabela com m2?

    • Rodrigo Medeiros

      Sim, nos relatórios semanais há esta tabela.